terça-feira, 28 de dezembro de 2010

... make it worthwhile

Quando vi os teus olhos eu então acreditei,
eu pude entender que o seu medo é o que sempre te impediu de falar o que você quer me dizer.
Você juntou as nossas vidas transformando em uma só,
e mesmo que você nunca diga o que eu preciso ouvir, e mesmo que a gente não fique juntos,
você sempre será parte de mim.
Imaginei loucuras a respeito de um futuro : eu e você, e com isso vivo o antes, o agora e o depois.
Eu acordei pra vida quando olhei pra você, e dentro de seus olhos eu vi ...
- Que eu quero perder meu tempo com você .


... I want to waste my time with you

Quem se importava com o que eu teria de enfrentar mais tarde ?
Cada segundo que eu estava com ele era precioso e não seria desperdiçado...



Não quero que você me faça chorar.
Não quero que você se torne algo ruim na minha vida.
Você é motivo de sorrisos, razão pra eu acordar num dia de chuva,
tomar banho e mudar de roupa porque sei que você vai passar aqui,
trazer algo congelado pra gente comer enquanto falar bobagens.
Não quero te odiar. Não quero que você me largue.
Não quero te largar. Não quero ter motivo pra ir embora, pra te deixar falando
sozinho, ou pra bater o telefone na sua cara.
E eu não tenho medo que isso aconteça, eu fiz isso com todos os outros.
Só que dessa vez, eu queria que fosse diferente. Queria que desse certo.
Que eu não te visse com outra. Que eu não tivesse raiva.
Que você cuidasse de mim como me prometeu.
Mesmo que a gente não fique juntos pra sempre.
Mesmo que acabe - de novo - semana que vem.
Nunca esfrie o calorzinho que aparece dentro de mim quando você manda um sms,
quando você sorri, ou aparece no olho mágico da minha porta.
Mesmo que você apareça na porta de outras depois de me deixar.
Me deixe um dia, - definitivamente - se quiser.
Mas me deixe, comigo te amando. É só o que eu peço.
Nunca destrua o que eu sinto por você.

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Eu já nem sei mais para onde ir nem o que fazer.
Você sempre vai e volta, pisa na mesma tecla mas nunca da 'enter' ...
se ao menos você me amasse um pouco, não estaria aqui e agora, (...) longe de você e de mim.
Porque se você não vem é como se o tempo fosse passado em branco,
como se as coisas não chegassem a se cumprir porque você não soube delas.
Me dói saber que não tenho você, ou se tenho é quando você quer.
Prefiro te deixar livre pra voar -inteiro- , do que ter apenas umas das suas asas em minhas mãos.

throat .

O pesadelo termina, e outro dia começa ...
O pior dessa vida é que quando gritamos por dentro, não podemos ser ouvidos
Acalma o teu coração menina ...
Peça ao seu coração para se acalmar, eu posso vê-lo pulsar ...
Sobre tua garganta.

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

para você, idiota

Às vezes quando vejo partes suas, sinto vontade de voltar a ser aquela velha idiota de antes. Aconteceu agora, o seu sorriso de longe. Eu me lembro de quando você o fazia por me ver. Eu acreditava no que você dizia, mesmo fazendo sempre o oposto. O que eu sentia era puro, meu coração explodia toda vez que imagina que tudo aquilo era realidade. Você me provou o contrário, derrubou o castelo que eu construi sozinha. Nós iriamos morar nele, você fugiu de casa. E o pior, por mais que você tenha pisado em todos os sentimentos que te dei, você não consegiu acabar com tudo. Talvez tenha ficado com medo de sujar aquele seu tênis de marca idiota, ou nem isso saiba fazer. E o que você deixou inteiro, ou quase ainda existe dentro de mim. Não é o suficiente para tentar o impossivel (mudar você), mas é o suficiente para enlouquecer (estou escrevendo novamente sobre você, isso já é um sinal de loucura). Se você dissesse que não e sumisse, seria mais fácil. Mas não, você faz questão de mostrar que ainda existe. Que ainda sabe sorrir, e não precisa de mim para isso. Tenho certeza que hoje, não duraríamos nem um dia. Mas, meu coração não precisa de tudo isso. Talvez algumas horas, alguns minutos ou até mesmo alguns momentos. Só você, eu e o seu cheiro.Mesmo que depois você voltasse para ela, e fingisse que não me conhece mais.

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

talvez .

Eu não consigo fingir sempre. Às vezes me escapa um pouco de infelicidade, de impaciência e solidão. Mesmo perto. Não se sinta mal, a culpa não é sua. É algo que acontece por dentro, como se meu coração não pertencesse a mim, e o resto do meu corpo o rejeitasse lentamente. Tudo bem, talvez você acelere isso. Mas, ainda não descobri se isso é de fato ruim. Pode ser divertido sentir com o pulmão, não me faltaria ar no começo, e nem no fim. Pode ser divertido sentir com o estomago, e querer sempre mais. Por gula. Sempre me acostumei com o ritmo inconstante da minha vida, então, isso não seria nada. Talvez eu seja apenas mais um talvez, tentando ser certeza. Tentando ser para sempre, e parando sempre pela metade. Talvez eu seja a descoberta do século, e consiga viver sem coração. Para sempre.

domingo, 5 de dezembro de 2010

mentiras do avesso.

E no vazio do espaço que nos separou, renasceu o que eu jurava nunca ter existido: Nosso amor.

Era uma vontade mútua de se descobrir além do permitido. Aquele terreno tantas vezes explorado, era depois de tanto tempo, completamente desconhecido. Você com seus rolos e manias, eu com minha solidão de multidões. Percebi depois de alguns minutos te olhando – nós continuávamos os mesmos, porém a quilômetros de distância.

Eu queria te lembrar de um passado, mas só consegui dizer algo sobre o seu presente. Você se gabou do quanto ainda conseguia enganar suas meninas, e eu sorri como se isso não mais importasse – Eu também enganei alguns rapazes.

Talvez naquele momento eu me sentisse pronta e suja o suficiente pra você. Admitir isso era a maneira menos dolorosa de dizer que o amor que um dia eu rejeitei, naquele segundo, me sufocava.

Você segurou minha mão e disse em meu ouvido palavras que eu jamais esquecerei:

- Você é minha garota. Independente do resto.

Abri meus olhos e larguei suas mãos como se tivesse pronta para te deixar. E fiz. Eu queria me tornar sua garota, não ser ela pra sempre.

Você já podia voltar para suas meninas, e eu, para minhas mentiras.

domingo, 21 de novembro de 2010

Acontece ...

Você se apaixona por um cara que aparentemente sente o mesmo por você; ele manda flores e você cria borboletas.
Tudo lindo.
Até que em um belo dia ele acorda com vontade de nunca mais.
Não te liga. Não te atende.
monossilábico: Sim. Não. Depois.

O segredo talvez seja nunca entregar o troféu.
Não dizer eu te amo – sempre – primeiro.
Deixar claro que existem outros concorrentes, outras chances de ganhar.
Que o jogo ainda não acabou.

Então amar é jogar um jogo ? - Não.

Fazer durar pra sempre é.

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Abro os olhos de manhã e penso que hoje pode ser o dia de minha morte.
No entanto posso viver 50 anos e o minuto que passa pode ser tudo que me resta pra viver, mas com você eu desperdiço o tempo que for, por que para mim eles são infinito.
Não necessito de mais nada nesse mundo, porque o melhor dele eu tenho, e é você.

domingo, 14 de novembro de 2010


Dias frios são eternos baús cheios de lembranças, e por mais amenos e gostosos que sejam, o que trazem consigo nem sempre é tão prazeroso.

Alguns dizem que voltar ao passado só seria bom se pudéssemos reverter alguma coisa. Com a mente vaga, o simples fato de lembrar daqueles lapsos de felicidade que pareciam eternos gera, acima de tudo, saudade. Saudade e, quem sabe, um inútil arrependimento.

Odeio ter de voltar a viver uma cena que não vai se repetir. Infelizmente (ou quem sabe, felizmente) a vida não é feita de segundas chances e temos que nos conformar com certas coisas sem sentido nem motivo, quando a única explicação que achamos é a mesma balela da vovó: “tinha que ser assim”.

E se não tivesse?

Pior do que cair na realidade é fantasiar e criar hipóteses sobre um futuro já passado e impossível. Ficar se perguntando como teria sido agora, é o mesmo de se dilacerar por dentro lentamente.

Talvez não tivesse durado mais que uma semana; talvez tivesse durado um ano. Não acredito em destino, só acredito que as coisas não são por acaso. Logo que acabou e não volta, que tal ficar triste por duas horas, não mais, e esperar as coisas melhores que estão pra vir?

Conviver com alguns erros é fundamental, e tudo, TUDO tem seu o preço e sua lição. Afinal, não seria errando que se aprende?

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Talvez eu esteja surpresa do jeito que você me ama o tempo todo
Talvez eu tenha medo do jeito que te amo
Talvez eu esteja surpresa do jeito que você me arrasta pra fora do tempo
E me enforcou em uma linha
Talvez eu esteja surpresa do jeito que eu realmente preciso de você

Talvez eu seja uma garota e talvez uma garota solitária
Que está no meio de alguma coisa
Que não entende realmente

Talvez eu seja uma garota e talvez você é o único homem
Que já pode me ajudar
Amor, você não vai me ajudar a entender

Talvez eu esteja surpresa do jeito que você está comigo o tempo todo
Talvez eu tenha medo do jeito que eu te abandono
Talvez eu esteja surpresa do jeito que você me ajuda a cantar minha música
Me corrige quando estou errada
Talvez eu esteja surpresa do jeito que eu realmente preciso de você .
Essa minha bipolaridade; um dos motivos da minha magia, tem começado a te confundir.
Mais que isso.
Tem feito você querer desistir.
Porque eu nunca sei o que fazer, o que falar. Sou um completo mistério.
E a cada passo você tem medo de estar fazendo a coisa errada e botar tudo a perder .
Porque eu nunca sei se vou gostar ou odiar.
Se vou abraçar ou rejeitar. Todo esse tempo você conviveu com isso.
E gostou. Porque é parte do encanto que fez tudo chegar aonde chegou.



terça-feira, 2 de novembro de 2010

Conto : separados .

Tudo estava indo bem – você sabia que não estava, mas gostava de fingir que sim – ele sorria, te abraçava e às vezes ficava em silêncio. Esse silêncio te incomodava, mas era algo que você facilmente esquecia: Um beijo, dois beijos, um abraço e um pouco mais além. Não era mais a mesma coisa, mas você preferia isso do que outra coisa: Solidão.

Foi então, que em um belo dia de domingo cinza, ele te ligou e te disse que queria conversar. Tudo bem, você adorava fazer isso. Lápis de olho, blusa amarrotada e um tênis meio branco meio sujo. Você estava lá, esperando por ele. Linda, cheirosa – Gastou todo o seu perfume com ele de novo? – e sorridente. Ele chegou, lindo, cheiroso e não sorridente. Te abraçou como uma pedra de gelo, e foi escorregando pelo seu corpo sem que você conseguisse segurar, fazendo escorrer tristeza do seu coração e sair fumaça do seu estômago. Maldita pedra de gelo. Derreteu. Acabou.

Não era mais os dois, era você e ele.

Se-pa-ra-dos.

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

a carta...

Talvez você não consiga mais me entender como antes. Mas, não se preocupe, isso não é exatamente um problema.
Algo que talvez deveríamos conversar, mas não hoje, um dia. O que eu quero te dizer, é algo que eu não tenho certeza,
algo que eu não entendo. Não é uma novidade alguma para você o fato de eu não entender o que eu sinto, você
mais do que ninguém sabe disso. Não quero ter que mentir, então irei direto ao assunto. Talvez você nunca mais escute
isso de alguém, talvez ninguém sinta isso, ou pelo menos tenha coragem suficiente para dizer. Pois eu tenho e digo.
Eu te odeio. Uma parte de mim não consegue aceitar seus defeitos. É idiota, mas é o que eu sinto.
Suas atitudes as vezes me decepcionam, e muito. As coisas não são perfeitas quanto pareciam ser.
De fato nos nossos sonhos tudo era mágico, pois a magia acabou. Mas isso não quer dizer que não eu te ame, eu te amo.
Mas não te amo sempre, só as vezes. Quando você me abraça, quando você sorri e quando você me beija.
Isso é amar, não é? Se não for é algo bem parecido. Não quero que você mude, até porque sei que não funcionaria.
Quero apenas te dizer a verdade, pois eu não consigo mais viver com mentiras.
Preciso terminar essa carta, te lembrando que isso não é um adeus, nem um até logo.
É apenas um: Eu continuarei aqui para sempre. Te amando e te odiando.

sábado, 30 de outubro de 2010

Passado de pelúcia ...

Considero-me uma garota como outra qualquer, pelo menos fisicamente. Não tenho seios extremamente grandes que façam de mim ''gostosa'' – já disse o quanto odeio essa palavra ? – ou uma barriga que faça os homens tirarem minha blusa enlouquecidamente, na verdade, às vezes até eu morro de preguiça de fazer isso.
Vivo em um lugar distante, onde provavelmente ninguém que leia esse texto conheça.
Lugar onde o dia passa devagar, e as pessoas ainda se importam com que você veste.
Não que isso seja um problema, já faz um tempo que aprendi a ignorar isso.
Adoro cantar no espelho, colar coisas fofas na parede e fingir que não me importo com o fato de não ser tão bonita como minha melhor amiga.
Ser clichê é divertido, e admitir isso mais ainda.
Mas infelizmente, minha descrição não acaba nessa frase. Por dentro me sinto diferente do resto do mundo: Tenho um coração que funciona ao contrário. Esqueço os caras que acabei de conhecer, e me lembro toda noite antes de dormir, dos que me fizeram sofrer. Queria me livrar dessa mania, mas quanto mais tento, mais faço. Acho que preciso de um manual ''Como não esquecer um cara em cinco dias'', será que existe? Nunca encontrei.
Não brinco com os homens, apenas não desobedeço meu coração. Gosto de intensidade, mas odeio falta de liberdade. Quando percebo minhas borboletas estão entrando em extinção, abro minhas enormes e brilhantes asas invisíveis e saio voando por aí. Mudo o número do celular, entro sempre offline e atravesso a rua para não esbarrar. Acho que a maioria dos caras, são tão imaturos que precisem amadurecer dentro de mim por alguns meses. Aí depois volto, relembro, me entrego e me esqueço.
Guardo os ursinhos que ganhei até hoje, e durmo com eles toda noite. E se quer saber, a maioria deles cheira bem, diz ''eu te amo'' com um abraço, e a melhor parte, não cobram ou esperam nada por isso.

DECIDA-SE


Branco ou preto? Fosco ou brilhante? Vestido ou calça? Quente ou frio? Ele fofo ou ele atencioso? Esse texto ou outro texto? Ficar ou namorar? Cortar o cabelo ou deixar assim mesmo? Comprar uma pulseira ou um relógio? Almoçar ou lanchar? Medicina ou Engenharia? Sofrer ou viver? Lembrar ou esquecer? Beijar você ou te perder? Perguntas que vão do clichê ao sério, do chão às nuvens. Perguntas que, por mais simples que pareçam, apresentam-nos o monstrinho mais difícil de lidar que as opções que se tem para escolher: a indecisão. Imagine um cardápio num restaurante, cheio de opções a total escolha sua e somente sua. Você olha as carnes, as massas, as bebidas, as sobremesas. Cada seção tem mais opções que sua mente consegue suportar. Juntando todas as opções de todas as seções, tem-se um festival de variáveis que, transpondo para o plano da sua vida, geram mudanças. Nesse exemplo de cardápio banal, pode-se colocar qualquer coisa em sua vida que gera esse tão frustrante estado de ficar na dúvida. Será que isso vai ser bom para mim? Será que é isso mesmo que eu quero? O tempo é outro grande contribuinte. Para certas escolhas, nos é dado determinado tempo: uma hora, um mês, um ano. E a bomba está somente em suas mãos, para você explodir junto ou tacar para bem longe. Como esse tempo é uma forma de pressão, é possível que se escolha aquilo que, mais tarde, não parecia o que se tornou. Por isso, é preciso analisar (até friamente, eu diria) as mudanças na sua vida: perdas, ganhos, conseqüências, vantagens, desvantagens, possibilidades, possível felicidade. As mudanças vêm a partir do momento da sua escolha. É preciso analisar porque o grande problema da decisão precipitada é a possibilidade de arrependimento. Arrepender-se não é de tudo uma coisa ruim. É só preciso tomar cuidado porque, feita a escolha e abatido o arrependimento, é perigoso que não se possa voltar e escolher outras opções (ou a outra opção). Ficar indeciso também não é uma coisa ruim. Deve-se duvidar é de quem tem sempre certeza. É importante lembrar que não existe escolha certa nem escolha errada: existe aquilo que é melhor pra você. E no fundo, inconscientemente a primeira vista, você sabe o que te fará bem. As escolhas tomam o rumo que nós damos a ela. É preciso ficar na dúvida, mas é necessário resolver-se. Pense e repense. Sobretudo decida-se. Amanhã pode ser cedo, mas também pode ser tarde demais.

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

hoje eu acordei, numa casa diferente, num quarto diferente, sem nenhuma muleta, sem nenhuma maquiagem, meus amigos estão ocupados, meus pais não podem sofrer por mim (...)
Hoje eu acordei sem nada no estômago,
sem nada no coração, sem ter para onde correr,
sem colo, sem peito, sem ter onde encostar,
sem ter quem culpar.
Hoje eu acordei sem ter quem amar, mas aí eu olhei no espelho e vi, pela primeira vez na vida, a única pessoa que pode realmente me fazer feliz.

domingo, 24 de outubro de 2010

Algumas frases :

- Saudade é o que fica de quem não pode ficar.
- Eu não diria que amo alguém sem realmente amar. Eu não vou cometer os mesmos erros que você cometeu.
- Agora já é tarde e nós já sabemos disso.
- Eu te prometi que te protegeria de tudo e qualquer coisa que acontecesse, e mesmo sem chamar, eu estive lá.. porque ao contrario de você, faço o que falo.
- Você espera que eu acredite que eu fui a única a cair ?
- Eu achei um lugar tão seguro, sem uma única lágrima... longe de você.
- Não acredito no que você acabou de fazer pra mim, agora só me restar fazer uma coisa, desistir de você.
- Já não sei se é saudades ou apenas o entediante costume de pensar em você.
- Qualquer homem pode amar um milhão de garotas, mas precisa ser um homem de verdade pra amar a mesma garota, de milhares jeitos diferentes.
- Palavras até me conquistam temporariamente, mas atitudes me ganham ou me perdem para sempre.
- Nunca espere muito de alguém, surpresas são melhores do que decepções...
- As vezes é preciso perder uma pessoa para nos encontrarmos.
- Incrível a maneira como as pessoas se transformam quando precisam de você.
- Cheguei no ponto que deveria te deixar em paz, mas nós dois sabemos que eu não sou forte o bastante pra isso.
- Alguma vez, parou pra pensar que eu tenho sentimentos ?
- Estou cansada dos seus joguinhos.. eu preciso de uma máquina do tempo, e você precisa crescer.
- Ele: Ué, ontem eu não era o amor da sua vida? Ela: Era, mais eu decidi que vou sofrer por quem reconhece, não por quem está nem ai.
. - Só prometa aquilo que você pode cumprir.

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Houve um começo, um meio, e talvez tenha tido um fim. Não é certeza. Tem-se indícios que terminou, mas dentro, há dois corações que ainda insistem em dizer que não acabou. Mas nenhum desses dois corações exclamam a verdade, muito pelo contrario, preferem contar uma mentira, com medo da realidade do outro.

Ela por um lado, obteve vários sinais que já chegou a hora de contar a verdade. Ele do outro, fingi não percebe-los. Ela continua na mesma, ainda pensa, ainda ama, mas esconde até o fim. Ele ama, ainda pensa, esconde, mas as vezes fala, não em palavras, mas em olhares. Ela quer falar, ele quer ouvir, mas quando vai ser a hora certa?

Quando chegar a hora, ela vai ouvir o que quis ouvir durante muito tempo. Ele vai falar o que quis falar durante muito tempo. Os dois vão viver momentos que apenas viviam em pensamento. A vida dos dois irá mudar. Mas enquanto essa hora não chega, ela continua aqui, e ele continua lá.

sábado, 16 de outubro de 2010

eu sempre estive entre aspas..



Ficar triste é um sentimento tão legitimo quanto a alegria. Reclamar do tédio é fácil, difícil é levantar da cadeira pra fazer alguma coisa que nunca foi feita. Queria não me sentir tão responsável pelo que acontece em meu redor. Felicidade é a combinação de sorte com escolhas bem feitas. Pessoas com vidas interessantes, interessam-se por gente que é o oposto delas. Emoção nenhuma é banal se for autêntica. Dar certo não está relacionado ao ponto de chegada,
mas ao durante. O prazer está na invenção da própria alegria, porque é do erro que surgem novas soluções, os desacertos nos movimentam, nos humanizam, nos aproximam dos outros. Enquanto o sujeito nota 10, nem consegue olhar pro lado, sobe pena de ver seu mundo cair. O mundo já caiu baby, só nos resta dançar sobre os destroços. Nosso maior inimigo é a falta de amor.

sexta-feira, 8 de outubro de 2010


Fazer o que depois do que foi dito ?
Argumentar o que ?
Eu não amei aquele cara, eu tenho certeza disso .
não era amor.. Então era o que !?
(...) eu tava feliz, tava tranqüila, eu me sentia bem sintonizada,
e do nada, você me deixou... eu levei uma porrada .
E essa sensação de perda, é horrível .
Não era amor , não.. não era amor ...
era... era uma sorte ,
era uma travessura ,
uma sacanagem ,
eram 2 celulares desligados ..
Não era amor, ..
era como ter um imenso cobertor em meio o inverno..
era como voar sem medo..
Não era amor, .. era melhor .

I will not let you go. because all I remember seeing your smile, I find strength to continue. *

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Ainda sinto seu cheiro, o seu abraço, o seu beijo, seu toque.
Ainda sinto você aqui ao meu lado. Eu não consigo te esquecer..
e por mais que eu tente, sua presença vem ao meu encontro.
Eu estarei aqui por você, para sempre .
E por mais que seja clichê e mil pessoas já tenham repetido as mesmas palavras que eu,
saiba que você é tudo aquilo que necessito para viver.
Não porque eu precise de você pra respirar , ou pro meu coração bater..
mas, você é o que me faz sorrir, o que me faz forte.
O brilho que encontrei em seus olhos foi o que me deu forças para seguir.
O brilho que ofuscou todo o resto. O brilho que me fez estremecer.
Tudo em você me faz bem. Seu sorriso, seu toque, seu beijo, seu cheiro, tudo.
Tudo em você me faz perder o ar. Tudo em você faz meu coração conseguir
bater até três mil vezes por segundo.
Parece algo impossível, mas não é quando se trata do
sentimento mais belo do qual falo.
. O que sinto por você, algo que nem sei como dizer.
Não sei como explicar, pois as belas palavras fogem ao meu encontro.
Como disse antes, pode ser algo clichê, mas é verdade.
Procurei algo mais forte e bonito para falar, mas não achei.
Por isso vai um eu te amo mesmo, né ?
Amor.
Amor mesmo. Amor que não se sabe onde começa e nem onde termina. Só se ama..

sábado, 2 de outubro de 2010

[...] Sou cheia de manias. Tenho carências incontroláveis. Sou teimosa. Hipocondríaca. Um perigo, quando me sinto atacada. Não como cebola. Só ando no banco da frente dos carros. Mas não imponho a minha pessoa a ninguém. Não imploro afeto. Não sou indiscreta nas minhas relações. Tenho poucos amigos, porque acho mais inteligente ser seletivo a respeito daqueles que você escolhe para contar os seus segredos. Então, se sou chata, não incomodo ninguém que não queira ser incomodado. Chateio só aqueles que não me acham uma chata, por isso me querem ao seu lado. Acho sim, que, às vezes, dou trabalho. Mas é como ter um Rolls Royce: se você não quiser ter que pagar o preço da manutenção, mude para um Passat :)

quarta-feira, 29 de setembro de 2010


Eu finalmente estou conseguindo escrever aqui, ao mesmo tempo em que grito histericamente ao telefone com minha melhor amiga. Eu finalmente quero dizer-lhe o que eu sinto. Dizer que sinto por você, algo tão sincero.. porém não é a mesma coisa que você sente por mim. Ontem eu chorei, porque disse ao meu melhor amigo, que tanto eu como você sabemos que nós temos que parar o que estamos tendo; e tanto eu como você sabemos que vale a pena tentar. Ontem eu disse ao meu melhor amigo que eu não estava pronta para deixá-lo ir. Ainda não. Não, ontem eu não estava pronta para deixá-lo ir. Nas últimas quatro semanas temos compartilhado de uma relação muito física. Nas últimas quatro semanas minhas elevações têm sido mais elevadas do que eu já tive, e as baixas foram muito baixas. Eu nunca fui tão feliz quando como estou com você, e eu nunca chorei tanto. Só porque eu sei que você não esta em seu ponto mais feliz quando está comigo.. todo esse sentimento não é recíproco. E nada, nada me doí tanto... Não sei se te faço lembrar de coisas que você quer esquecer ; ou se te lembro dos momentos mais tristes de sua vida . Com o tempo, eu e você descobriremos da onde vem esse ' medo ' .. e eu queria, que a gente descobrisse juntos !

Mas eu sei que a nossa historia ainda não acabou, ainda não...

domingo, 19 de setembro de 2010

[...] Segure firme minha cintura, passe os dedos sobre os meus lábios e diga que ama todos os meus defeitos, até aquele. Faça eu escutar nossa música dezenas de vezes sem perceber e finja que eu nunca desliguei o telefone na sua cara. Ame a cor do meu batom e nunca tenha receio de tirá-lo. Seja forte o suficiente para me segurar quando eu quiser te bater, me acalme com um beijo de novela. Sorria sempre.
Não tente me entender, tento isso a quinze anos e a única coisa que consegui fazer, foi continuar tentando. Finja que não se importa com a minha maneira louca de ver as coisas, ame isso. Siga-me enquanto eu caminho sem destino por aí com o fone de ouvido no último volume, finjindo ser a garota mais interessante da cidade. Acredite nisso.
Não espere demais de mim, eu costumo fugir quando fazem isso. Enquanto eu não deixo a angustia transbordar, desligue o fogo. Faça nunca parar de ferver...
Queime comigo, eu te amo ;♥

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

antes de você..

eu não entendia as canções, dormia bem todas as noites, não me importava com o tamanho das minhas roupas, esquecia o celular, tinha pensamentos livres e horas vagas. Meu coração era saudável, lento, constante. Eu não tinha febre psicológica, crise emocional, stress acumulado, nem carência afetiva. Não tinha ciúme, ódio, ou pensamentos psicopatas. Eu sempre tinha a razão. Não me importava em ficar bêbada, dançar na rua, ouvir músicas chatas, não aguentava reclamações, mas não passava mal de rir, não planejava tantas coisas boas, não tinha ninguém pra me explicar piadas. Antes de você eu não morria de saudade, não era tão bem-humorada, não me preocupava em fazer alguém feliz, em cuidar de alguém. Eu não sabia sequer que um abraço curasse tanta dor, que o mundo cabia num sorriso, e que era possível amar uma pessoa tão diferente de mim. A verdade é que antes de você, eu não era eu. Agora eu sei porque você faz tanto sentido.

domingo, 5 de setembro de 2010

a mala.




As vezes sinto vontade de loucura, e penso, em arrumar uma pequena mala e correr para bem longe, onde todas as pessoas que me conhecem não pudessem alcançar. Inclusive você. Porque eu tenho medo. Medo que você descubra que meus últimos suspiros foram de saudade, sinto falta de você. Medo que você me deixe antes que eu faça isso. Que acabe antes que eu termine. Mas, essa sensação desaparece toda vez que sinto seu cheiro e lembro de tudo que passei para conseguir estar aqui, beijando você. Se quer saber, o gosto da sua boca é um dos meus sabores prediletos. Qualquer garota do mundo arrumaria a franja ao passar por você na rua, menos eu. Talvez a mágica esteja na maneira com que eu não me importava. Você era mais um dos milhares de caras que conheci na época de caloura, na verdade, você era o mais idiota (..)

. {
e mesmo que nada funcione, eu estarei de pé, de queixo erguido .

domingo, 29 de agosto de 2010

7 things ..


Crescer significa uma coisa: Independência.

Todos a queremos.

Às vezes usamos outras pessoas para ganharmos com isso.

Às vezes, encontramos nos outros.

Às vezes, nossa independência vem ao custo de outra coisa.

E esse custo pode ser alto.

Porque frequentemente para ganhar nossa independência temos que lutar.

- Nunca desista, nunca se renda .

# . Parece que a menininha do papai não é feita de açúcar, tempero e tudo que há de bom, afinal .








sexta-feira, 20 de agosto de 2010

' Ficar em casa chorando mágoas não faz ninguém melhorar, Deus pôs os peixes nas águas, mas a minhoca a gente tem de cavar '

Ser forte é amar alguém em silêncio; é deixar-se amar por alguém que não se ama; é sorrir quando se deseja chorar; é consolar quando se precisa ser consolado; é calar quando se quer gritar a angústia que sufoca; é saber esperar quando não se acredita mais no retorno; é elogiar quando se tem vontade de maldizer; é manter-se calmo mesmo no desespero; é fazer alguém feliz mesmo com o coração em pedaços ; é ter fé naquilo que é difícil de acreditar; é tentar perdoar alguém que não merece perdão; é, enfim, viver quando já se sente estar morto.E por isso, por mais difícil que seja a sua vida. Ame-a.Seja forte! ♥'

' só atualizando (:

quarta-feira, 14 de julho de 2010

.-.


aaaaaaaaaaaa , Taylor Lautner *-*
lindo lindo lindo lindo lindo lindo lindo s2 .
só to atualizando (:
' TL , i♥you .

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Gustavo ..


' os segredos que contei , você guardou . as brigas que arrumei , você comprou ' é , melhor amigo é pra isso mesmo *-*
EU TE AMO , muitoooooooooo .
algumas coisas são perfeitas do ínicio ao fim . s2