domingo, 28 de agosto de 2011

Eu não deixo você seguir em frente, não é ?


Eu não deixo você seguir em frente, não é ? Estou sempre no seu caminho fazendo você tropeçar no passado. Esse não era o papel que eu queria na sua vida, pode ter certeza.
Queria fazer valer a pena seus instantes perdidos, pensando ou escrevendo sobre mim. Tentando decifrar meus enigmas. Eu sou uma decepção. Parecia tão interessante, tão cheia de luz né ?
E agora sou essa criança que só quer agarrar você e te proibir de brincar com outros amiguinhos.
Só meu, não empresto. Como se eu tivesse esse direito...
Só te peço uma coisinha... Não desiste de mim.
Por trás de tanta indecisão, tem alguém que precisa de companhia mesmo fingindo que não. Tem alguém que precisa absurdamente, de você.
Tem alguém que odeia todo mundo num segundo, e chora de saudade de todos no segundo seguinte.
E de você principalmente. Desculpa. Eu realmente não queria ser assim pra você.
Só me falta somar ao invés de substituir ; e viver ao invés de escrever.
Dá licença, vamos até ali fazer diferente ?

Nenhum comentário:

Postar um comentário